Para conter as consequências devastadoras uma epidemia, algumas medidas são tomadas para retardar o pico de infecções e suprimir p número de infectados no mesmo período de tempo. Para isso, três tipos de medidas podem ser tomadas ao longo do tempo.

Contenção

Contenção é a medida inicial durante uma epidemia para evitar o contato entre infectados e o resto da população. Ela funciona com base em medidas de rastreamento e isolamento e é complementada pelo fechamento de fronteiras e outras medidas para evitar contato. A Coreia do Sul, no caso da COVID-19, conseguiu controlar o quadro da doença por meio da contenção, criando uma rotina de testes sistemáticos.

Mitigação

A partir do momento que a transmissão passa a ser por meios comunitários e as autoridades perdem o controle do rastreamento, não será possível evitar todos os contágios. Nessa fase, o objetivo é evitar que a doença atinja os grupos de risco. Nessa fase há métodos para evitar ao máximo o contato social por medidas de isolamento social. É a fase na qual se encontra a maior parte do Brasil até o momento.

Supressão

É a fase mais brusca da cadeia epidêmica, que busca conter a transmissão viral por meio de quarentena obrigatória para toda a população e testes de rastreamento em massa. É o

que está acontecendo na Itália, por exemplo, onde a população precisa de autorização governamental para sair e todos são compulsoriamente colocados sob quarentena.

Referências:

LI, R., PEI, S., CHEN, B. et al. Substantial undocumented infection facilitates the rapid dissemination of novel coronavirus (SARS-CoV2), Science, 2020.

Pandemic Influenza Preparedness and Response: A WHO Guidance Document. Geneva: World Health Organization; 2009. 4, THE WHO PANDEMIC PHASES.
ROTHAN, H. A., BYRAREDDY, S.N.. The epidemiology and pathogenesis of coronavirus disease (COVID-19) outbreak, J Autoimmun. 2020